Recortes (em Prosa e Verso) da História de Arcoverde

Recortes (em Prosa e Verso) da História de Arcoverde
Foto: Leonardo Silva

Por Carlos Alberto Cavalcanti

ANO 2018

A memória é um dos alicerces que dá sentido à vida. Com uma cidade não é diferente. Preservar a memória da sociedade e sua vivência no núcleo urbano é manter a cidade viva e uma forma de fortalecer sua identidade. Na Geografia Crítica Milton Santos já advertia para a importância do Lugar como ponto de partida para se conhecer e entender a sociedade. Lugar: é uma categoria muito utilizada por aqueles pensadores que preferem construir uma concepção compreensiva da Geografia. Grosso modo, o lugar pode ser definido como o espaço percebido, ou seja, uma determinada área ou ponto do espaço da forma como são entendidos pela razão humana. Seu conceito também se liga ao espaço afetivo, aquele local em que uma determinada pessoa possui certa familiaridade ou intimidade, como uma rua, uma praça ou a própria casa. É o lugar que identifica nossas raízes, por isso essa identidade é quem nos faz sentir a saudade quando dela nos afastamos.

Assim, para que essa memória seja preservada, é preciso conservar fotos, documentos, objetos e organizar os registros dos fatos. Os erros e acertos do passado ajudam a entender o presente e a planejar ações futuras. Também é preciso olhar para as pessoas, pois a história local é uma construção que traz em si as marcas dos sujeitos que dela fazem parte.

Bloco II

Desse modo, o uso da escala temporal em conjunto com escala espacial é fundamental para entender a História. A escala espacial diz respeito à dimensão do objeto, se um país, um estado ou um município. Na escala menor, no municio, se dão os acontecimentos do cotidiano, levando a escala temporal que elucida o passado e rege o presente. A escala temporal é quem vai organizar os fatos cronológicos, mostrando como ocorreu a sequência dos fatos.

Muitas vezes os Professores de História se deparam com uma realidade não muito plausível de que grande parte dos alunos não conhece a História de sua comunidade, de seu município ou seu estado, prendendo-se apenas à História nacional, desvinculada da sua realidade local e de seu contexto histórico local. Esse problema causa o desinteresse dos alunos pela História e por outras disciplinas que eles não consideram importantes, justamente pelo fato desses alunos não se sentirem inseridos nessa História ou no processo histórico ao qual essa História se constrói.

Assim, considerando a escala espacial, no mundo (Planeta Terra), na América do Sul, no Brasil, no estado de Pernambuco, na Mesorregião do Sertão Pernambucano, Microrregião do Sertão do Pajeú, que engloba os municípios de Betânia, Custodia, Ibimirim, Manari, Inajá e Arcoverde, objeto de estudo dessa pesquisa de memória.

Arcoverde – Pernambuco

Em Arcoverde, quem vem construindo o acervo que preserva a memória de Arcoverde é Carlos Alberto Cavalcanti, mas, de uma maneira diferente, com prosa e verso e imagens. Carlos Alberto de Assis Cavalcanti, e-mail: cajaprof@hotmail.com, é pedrense de nascimento e arcoverdense por adoção, casado com a Sra. Jaci Ferreira Lira Cavalcanti. Professor universitário do Centro de Ensino Superior de Arcoverde – PE, atua na área de Letras, daí sua dedicação à prosa e verso. Cursou Mestrado em Teoria da Literatura – na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, é autor da obra Itinerário Poético – poesias – obra que recebeu Menção Honrosa no Concurso Nacional de Poesias da Academia Pernambucana de Letras (2001); e outras várias premiações nacionais em concursos de poemas, sonetos e trovas. Foi laureado com a Medalha Machado de Assis pela Academia de Letras e Artes Rio – Cidade Maravilhosa – Rio de Janeiro – RJ; da qual é membro correspondente, assim como também é membro correspondente da: Academia Cachoeirense de Letras – Cachoeiro do Itapemirim – ES; Academia de Letras e Artes de Ponta Grossa – PR. Delegado Municipal da UBT (União Brasileira de Trovadores). Sócio da UBE (Recife).

Em 2018, publicou o artigo RECORTES EM PROSA E VERSO DA HISTÓRIA DE ARCOVERDE, disponível nesse blog. Para baixar e conhecer essa obra ainda inédita em publicação física, você deve clicar nesse link na palavra Download em negrito. Baixe agora: (Dowloand).

Referências:

CAVALCANTI, C.A. Recortes Em Prosa E Verso da História de Arcoverde, 2018.

SANTOS, M. Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção / Milton Santos.2000.

PENA, Rodolfo F. Alves. “Categorias da Geografia”; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/categorias-geografia.htm. Acesso em 13 de janeiro de 2020.

Informações: https://natalgeo.blogspot.com/

Sobre o autor

Escritor e poeta comprometido com a disseminação da cultura e da arte nordestina.

Artigos Relacionados

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Traduzir »