Biografia do Cordelista Buiquense, Paulo Tarciso

Biografia do Cordelista Buiquense, Paulo Tarciso

PAULO TARCISO FREIRE DE ALMEIDA

É buiquense, nascido no dia 22 de março de 1964, filho do casal Édio Arcoverde de Almeida (seu Dí), falecido em 03.04.2007 – que foi o proprietário do Cine Nevada (Buíque/PE), no período de 1975 até o final da década de 80) – e Maria de Lourdes Freire de Almeida. Cursou o primário no Instituto Santo Ambrósio e nas Escolas São Félix de Cantalice (Antigo Colégio das Freiras), bem como na Escola Duque de Caxias, passando mais tempo no Colégio das religiosas. Da 5ª série até concluir o segundo grau, estudou na Escola Estadual Vigário João Inácio, todos em Buíque.

Concluído o 2º grau em dezembro de 1982, passou cinco anos sem estudar, quando em 1.988, reiniciando os estudos, fez o vestibular na Faculdade de Formação de Professores de Arcoverde, para o Curso de Letras. Aprovado, veio a concluir em junho de 1991, colando grau no dia 13 de julho daquele ano. No ano seguinte, em 21 de março de 1992, na cidade de Delmiro Gouveia (AL) casou-se com a alagoana, QUITÉRIA BEZERRA CAVALCANTI, que passou a chamar-se QUITÉRIA CAVALCANTI DE ALMEIDA, com quem tem três filhos: LUCAS WESLEY DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido em Delmiro Gouveia (AL) em 14 de janeiro de 1993; JOHNATAS MATHEWS DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido, também em Delmiro Gouveia (AL) em 25 de junho de 1995 e MARCOS WILLIAM DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido em Arcoverde (PE), em 17 de março de 1998.

Em Janeiro de 2004 iniciou novo curso, desta vez a escolha foi Direito, junto à Faculdade de Direito de Caruaru (ASCES – Associação Caruaruense de Ensino Superior), cuja conclusão se deu em dezembro de 2008. Em Junho de 2016 concluiu pós graduação em Língua portuguesa e suas literaturas, pela Faculdade de Formação de Professores de Arcoverde.

Simpatizante da poesia popular escreveu vários folhetos de cordel, dentre eles um que na primeira tirarem foram vendidas duas mil cópias, em menos de uma semana, intitulado “O POBE NA INLEIÇÃO”, uma crítica ao sistema político em voga no interior do nordeste, onde a compra de voto empobrece a nossa democracia. Depois deste trabalho veio o segundo, intitulado “VIOLÊNCIA NA TV”, uma crítica ao mau uso da televisão, como um instrumento simplesmente de gerar lucro financeiro aos seus “donos”. Esses dois trabalhos já foram republicados várias vezes e tem sido uma presença constante nas apresentações que o mesmo realiza em escolas, câmaras, faculdades, bibliotecas, etc.

Outros trabalhos surgiram: De Maquiavel veio “O PRÍNCIPE”, adaptado em forma de poesia popular cordelista. Outra adaptação para a linguagem popular foi “O LEVIATÔ, de Thomas Hobbes. Estes dois últimos cordéis inicialmente foram apenas apresentados em forma de trabalho na faculdade de Direito de Caruaru, porém, com o incentivo dos professores, dentre eles a Doutora em ciência Política ANA MARIA BARROS, foram levados à gráfica quatro mil cópias, inclusive com o apoio da ASCES – Associação Caruaruense de Ensino Superior. Esses trabalhos também já foram republicados várias vezes.

Também são de sua autoria os cordéis:

a) “OS VINTE ANOS DA CONSTITUIÇÃO CIDADÔ, cujo lançamento foi inclusive matéria levada ao ar pela TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, em virtude do aniversário da Constituição Federal; b) “A LEI MARIA DA PENHA” que fala sobre a violência contra a mulher ou “violência doméstica”; c) “CONSELHO AOS PAIS que trata sobre OS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE”; d) “A AGONIA DO TIO JUCA” um pedido de socorro em prol do rio Ipojuca, trabalho ecológico escrito quando estudava Direito na Faculdade de Cauraru; e) TUDO OU NADA – mensagem de encorajamento para os jovens, no sentido de confiarem nos seus talentos e se esforçarem, pois tudo é possível aquele que se esforça e acredita nos seus sonhos; f) CONSELHO DO VELHINHO – uma mensagem de despertamento para os jovens e adolescentes sobre o perigo das drogas e os benefícios da prática de esportes; g) A FEIRA DE CARUARU – Narração em poesia de cordel sobre a maior feira ao ar livre do país, narrando ricos detalhes sobre a mesma, tais como: número de feirantes, número de bancas, tipos de mercadorias, renda, etc; h) POLÍTICA E POLITICAGEM – Uma análise do que significa a política como ciência e a prática da politicagem que está muito aquém de sua origem e que, infelizmente, tem sido praticada na maioria dos países, com mais profundidade em nossa nação; i) O POLÍTICO E O BABÃO – Uma crítica acirrada aos fanáticos políticos que aplaudem seu líder, mesmo vendo as maiores aberrações nos seus governos; j) A CHACINA DE REALENGO – Sobre o fato que chocou o mundo inteiro, quando um ex-aluno de uma escola de um município do Estado do Rio de Janeiro assassinou doze crianças; l) A HISTÓRIA DA PÁSCOA – Narrativa sobre a origem da páscoa, desde a sua instituição no Egito antigo sob a coordenação de Moisés até os dias atuais; m) A CIRURGIA – Narrativa de forma cômica sobre três cirurgias que o autor foi submetido; n) GONZAGA, SAGA & SAUDADE – Biografia do maior artista popular do Brasil, LUIZ GONZAGA. Obra apresentada na Faculdade do Vale do Ipojuca – FAVIP, em Caruaru, no dia 13 de dezembro de 2006, como parte integrante do Trabalho de Conclusão (monografia), no curso de Jornalismo, pela aluna Fabiana Colaço, com o tema A IMORTALIDADE DO REI DO BAIÃO; o) O VALE DO CATIMBAU – Um convite aos turistas do Brasil e do mundo, a conhecerem o 2º maior parque arqueólógico do país; p) A CAATINGA DECLAMADA – Trabalho que descreve a nossa caatinga nordestina e suas belezas naturais; q) ONTEM E HOJE EM NOSSO MUNDO – Uma reflexão sobre a vida e a sociedade nos tempos passados e a atualidade; r) O POLÍTICO E O BABÃO – Uma crítica severa e engraçada, às pessoas que passam a vida inteira, as 24 horas do dia “puxando o saco” dos políticos; s) A CIRURGIA – Narrativa real, mas engrada de algumas cirurgias que o autor se submeteu; t) NÃO ZOMBE DE DEUS – Tem o objetivo de aconselhar as pessoas a não u sarem o nome de Deus em vão e citando vários personagens que fizeram isso e se deram mau; u) ALEMANHA É CAMPEà NA COPA FIFA BRASIL – Neste cordel o autor narra com riqueza de detalhes a história da copa de 2014, destacando todos os jogos que o Brasil participou até a histórica derrota de 7 x 1 para a seleção alemã; v) O QUE É LITERATURA – Trabalho feito a pedido de uma educadora, para usar como material didático em sala de sala, falando sobre a importância da literatura no mundo; x) A SECA NA MINHA TERRA – Narrativa sobre a terrível seca que atingiu a região durante os anos de 2012 a 2017; z) CHEGOU CHUVA EM MINHA TERRA – Cordel que fala sobre as chuvas que voltaram a molhar a terra devolvendo a alegria ao povo de Buíque e região nos meses de maio a julho de 2017.

Dentre outros trabalhos, que já passam de cem títulos, incluindo biografias personificadas,sob encomenda, para serem apresentadas em festas de aniversário.

PAULO TARCISO

É também autor do livro intitulado “AS JANELAS DO SOBRADO”, que retrata a vida do município de Buíque e seus personagens, nas décadas de 50 a 90, cujo lançamento ocorrido no dia 30 de setembro de 2011, no salão do Centro Pastoral de Buíque, evento que contou com a presença de diversas autoridades locais, além de professores, empresários e grande número de amigos do escritor. Também Coordenou o livro intitulado “DESPERTAR POÉTICO”, constando várias poesias e poemas de alunos das redes municipal e estadual de ensino, algumas poesias escritas durante seminários dirigido pelo autor. O lançamento dessa obra ocorreu no prédio do SESC-LER de Buíque, que apoiou o projeto.

Em se falando de trabalho, PAULO TARCISO já exerceu várias atividades desde a época de criança, quando vendia cocadas de coco fabricadas por sua genitora, pegava “frete” com carrinho de mão na feira livre de sua cidade e até chegou a engraxar sapatos. Na época de adolescente trabalhou no Mercado Santo Antonio, por cerca de dois anos, depois no Mercado Moderna, do empresário LUIS NILSON, atualmente denominado MERCADO MENOR PREÇO REAL, onde trabalhou cinco anos, saindo de lá para exercer a função de Escrevente autorizado no cartório de de Imóveis de Buíque/PE, que tinha como diretor o escrivão JOSÉ INÁCIO CURSINO DE FREITAS, o popular “Xéu”, hoje aposentado.

Desde janeiro de 1988 trabalha no fórum da Comarca de Buíque-PE, onde atualmente exerce o cargo de chefe do cartório de distribuição. Já teve dois trabalhos em cordel que foram matérias jornalísticas na TV Asa Branca, e no NE-TV da Rede Globo Nordeste, um deles foi “OS VINTE ANOS DA CONSTITUIÇÃO CIDADÔ, levado ao ar no dia 05 de outubro de 2008, em comemoração ao vigésimo aniversário da Carta Magna brasileira; outro caso foi “O PRÍNCIPE”, tradução do clássico de Maquiavel.

Apresenta o espetáculo cultural denominado “CORDEL, ARTE & CULTURA”, no qual declama poesias de sua autoria e de outros poetas brasileiros, canta canções do folclore nacional, narra causos engraçados, na maioria ocorridos em cartórios, fóruns e delegacias, e, durante todo o espetáculo exibe em telão, armado ao lado do palco, belas imagens sempre exaltando o nordeste brasileiro e sua riqueza cultural. Esse espetáculo conta com a participação de banda cultural e é apresentado em Auditórios de Faculdades, Câmara de Vereadores, praças públicas, etc.

Em outubro de 2014, juntamente, e sob o comando do amigo advogado e escritor Dr. Manoel Modesto, fundou a Academia Buiquense das Letras e das Artes, ABLA, da qual é o seu vice, sendo aquele o presidente.

Atualmente está com uma obra totalmente concluída, sob o título “PÃO, VINHO E POESIA”, que é a vida de Jesus, representada pelos quatro evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João, e ainda o o livro de atos dos apóstolos), todo em forma de poesia, que pretende lançar até no máximo no primeiro semestre do ano de 2018.

Fonte: Paulo Cordel

Sobre o autor

Escritor e poeta comprometido com a disseminação da cultura e da arte nordestina.

Artigos Relacionados

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Traduzir »